sábado, 28 de agosto de 2010

(Dês)- Crença

Olha para parede... o relógio lentamente caminha de minuto em minuto...formando as horas... horas que passam. Será que só o relógio movimenta-se?
Existe uma imensidão a movimentar-se, mas para ela é só o dia que passa.
Somente uma (dês)-crença ocasionada pela (dês)-crença em pessoas, seres humanos mentem, seres humanos manipulam, seres humanos são racionais, mas irracionais a ponto de perceber que nem sempre o oculto é invisível. Talvez o erro do ser humano seja não perceber que o oculto é visível.
Esperanças?
Quem sabe, esperança e (dês)- crença caminham lado a lado por causa da (dês)- ilusão.
Talvez por dias você vai sentir saudade daquele seu amigo que longe está, em compensação outros você vai ignorar, totalmente previsível e sujeito a todos. Por ai eu ouvirei a meu respeito algo semelhante ao som do The Strokes" Yeah, they were just two fucks in lust", quanto a isso eu só confirmarei como se verdade fosse.
Somente um raciocínio breve da insignificância para gestos, coisas e pessoas que não notamos a sua real identidade, sim eu e você sempre não notamos algo.

2 comentários:

Erica Vittorazzi disse...

...Porque só se vê bem com o coração.


beijos


(Concordo: o oculto pode ser visível, às vezes)

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

Sempre, sempre.